sábado, 11 de setembro de 2010

Em mim


Aquietaram-se em mim
todos os sons.
O silêncio se fez presente.
Em que momento ocorreu?
Não posso precisá-lo,
Não saberia dizê-lo.

A calma o silenciar-se.
Nada a dizer.
Apenas o silêncio em meio ao caos
do dia,
  da noite,
da vida.

Da efervescência ao meu lado.
Ao silêncio infinito.
Eu, em silêncio, silencio.
E a cidade agita-se
Em que momento ocorreu?
Esse retorno cósmico.


4 comentários:

  1. Lindo....
    silencio em si é uma palavra linda.
    bjs

    ResponderExcluir
  2. muitas vozes
    não dizem
    o melhor do silêncio.

    Cássio Amaral.

    Bons versos aqui.

    Abração.

    ResponderExcluir
  3. Poizé,Katia,Imagina o tamanho,(o som)desse silêncio.:o)
    beijo

    ResponderExcluir
  4. Obrigadíssima,Cássio Amaral.
    abração

    ResponderExcluir