domingo, 15 de agosto de 2010

AS FORMAS

Confesso
minhas as pedras, o rio,
as flores, folhagens, mudas.
o chão,
a mão,
o sentido.

no vazio, o mundo.
cheiros e desejos.
o teu corpo.
o meu corpo.
o gemido.


2 comentários:

  1. Gosto de poemas assim, sucintos, diretos... muito lindo.
    bjs

    ResponderExcluir
  2. quiótimo tua fala, obrigadaaaaaaaaaa.
    beijo

    ResponderExcluir